Carregando...

Sobre

Diálogo do Povo (PD) é uma iniciativa em nível da África Austral-América Latina que visa contribuir para o desenvolvimento e construção de uma metodologia que facilite o diálogo entre organizações e movimentos no sul global. Em nossa opinião, os obstáculos ao diálogo, à solidariedade e à ação coletiva não são apenas prejudicados pela geografia física, mas também por séculos e décadas de colonialismo, imperialismo e globalização. Questões de linguagem, cultura, história, geopolítica, colonialidade e recursos criaram profundos cismas entre povos e movimentos. Existem redes, coalizões e movimentos internacionais e globais, mas muitas vezes falta tempo e espaço para aprender uns sobre os outros e aprender uns com os outros, a fim de lidar com o impacto da globalização neoliberal. Através da criação de espaços de intercâmbio, metodologias participativas e diálogos, ativistas e movimentos poderiam aprender com experiências de lutas e resistências.

O Diálogo dos Povos apoia organizações e comunidades do Sul Global expropriadas e ambientalmente afetadas pelo modelo extrativista de acumulação, estimulando debates sobre alternativas, incorporando aspectos relativos às experiências e lutas dessas organizações e comunidades, bem como a diversidade étnica, cultural, política e de gênero.

Em seus 12 anos de existência foi construída uma experiência rica e variada. As origens do Diálogo do Povo tem suas raízes nos processos do FSM (Fórum Social Mundial) e sua abordagem para criar espaços para a reconstrução da esperança e da política emancipatória.

Coordenação e Estrutura

O PD é uma estrutura aberta onde os movimentos e os parceiros sociais participam dependendo do tema, processo ou atividade.

Existe um grupo de referência que desenvolve os planos, programas e direção estratégica – os membros são provenientes da América Latina e da África Austral. Se trata de um processo voluntário. O grupo atual é formado por movimentos sociais, organizações de mulheres, sindicatos de camponeses, ONGs, grupos de pesquisa, redes de pequenos agricultores.

A gerencia das funções e operações cotidianas do DP é feita por um secretariado. Atualmente a secretaria é composta por TCOE (Trust for Community Outreach and Education) e AIDC (Alternative Information & Development Centre) , em África do SUL e Sinfrajupe (Serviço Interfranciscano de Justiça, Paz e Ecologia) e Sefras no Brasil.